Nasceu sem luxo, quase no lixo, em meio aos animais…

Por J. Ricardo Oliveira

“Estando eles ali, completaram-se os dias dela. E deu à luz seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria.” Lc 2,6-7

E assim ele nasceu, sem teto, sem terra, sem luxo quase no lixo e a despeito disso os anjos cantavam e anunciavam: Que aqueles que tem boa vontade, alcançarão a Paz ainda na Terra


Ficou conhecido como um malfeitor que incomodava aos poderosos de seu tempo, que desafiava Reis e sacerdotes. Seu fim, deu-se prematuramente, mal saído da juventude, condenado a morte entre dois ladrões. Seu grande e único pecado foi desafiar a toda a humanidade a AMAR da mesma forma que Ele amava.


Seu nome? Yeshua, nascido em Belém, mais conhecido como Jesus de Nazaré, um jovem filho de carpinteiro que estranhamente tinha mais sabedoria que os doutores da Lei… O reverenciam como Deus, embora ele mesmo nunca tenha se atribuído essa majestade, dizia apenas ser o filho de Deus, ou o filho do Homem, ou ainda que ele e o pai são UM e que também devemos ser UM com o Pai. Pregava o Reino, o Reino do Pai, e disse que esse Reino está no meio de nós. Sua presença, por incrível que possa parecer atravessa os séculos, embora alguns insistam em dizer que ele nunca existiu…


De certo só sei que ele vive em mim, e em tudo que irradia vida.

____________________
Texto e Imagem: Blog O Absurdo da Graça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: