Judaísmo e Cristianismo – Parte 23: Herodes

23 – Herodes

Por Philippe Haddad [1]
Tradução de Pe. Fernando Gross

Algum tempos após a morte da rainha, Pompeu marchou contra Jerusalém e conquistou a terra (63 a. J. C.). O reino independente tinha terminado. De agora em diante, nada se podia fazer sem a aprovação de Roma. Em 39 a. J. C. o poder romano nomeou governador da Galiléia, um idumeu de origem: Herodes. Após ter eliminado a dinastia dos Hasmoneus, que ele julgava ser perigosa, ele iniciou grandes construções na região e notadamente a reconstrução do Templo que ele quis que fosse tão grandioso como no tempo de Salomão (o famoso “Muro das lamentações” data dessa época). Querendo atrair a aprovação do povo, Herodes tentou se aproximar dos Fariseus, mas estes logo recusaram, quando perceberam as reais motivações materiais do rei carreirista. Desmotivados pela má política e percebendo o poder de Roma, os rabinos compreenderam que não havia outra escolha que se empenharem dia e noite ao estudo da Torah e à prática dos mandamentos. Eles deixaram o Sinédrio e o Templo nas mãos dos Saduceus, preferindo manter o judaísmo vivo no coração da população menos favorecida.

Click to enlarge image Herodes.jpg

______________

[1] As publicações desta série sobre o Judaísmo são extraídas da obra do Rabino francês Philippe Haddad, no livro: Como explicar o judaísmo aos meus amigos. A tradução é de Pe. Fernando Gross. In: www.judaismoecristianismo.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s