Lembrando o Martírio de Pe Gabriel Maire

Padre Gabriel Félix Roger Maire, missionário e profeta francês, entrou para a história no mundo no dia 01/08/1936 e entrou para a galeria dos mártires no dia 23/12/1989, entre o município de Cariacica e Vila Velha-ES.


Na Arquidiocese de Vitória trabalhou por nove anos, sempre gastando sua vida a favor dos pobres deste Estado. Junto com os Grupos de Mulheres, a Pastoral Operária, o Grupo “Fé e Política”, a Juventude Operária Católica, a Pastoral da Juventude, e muitas outras pastorais e lutas populares, como o movimento “PAZ E DEMOCRACIA EM CARIACICA, respeitem o voto do povo”, Gabriel sempre esteve presente. Sua vida, seu serviço, seu sacerdócio, seu trabalho com as Comunidades Eclesiais de Base, e seu sangue, testemunha o seu amor a Deus na pessoa dos mais pobres. Eis uma de suas frases que marca este testemunho:


“PREFIRO MORRER PELA VIDA DO QUE VIVER PELA MORTE!”

Padre Gabriel Maire foi morto em 23 de dezembro de 1989, quando passava de carro pela Rodovia Carlos Lindenberg, em Cobilândia. Hoje, quase 18 anos após o crime, a 1ª Câmara Criminal julgou o recurso, uma apelação criminal, apresentada pela assistente de acusação, contratada pela família do padre francês e pelo movimento dos direitos humanos no Espírito Santo. Na época, o Ministério Público também defendeu a tese de latrocínio e não recorreu da sentença da 1ª instância.


O Padre atuava nas comunidades eclesiais de base e já vinha recebendo ameaças de morte meses antes do assassinato. No final, Desembargador Pedro registrou a indignação dele e se desculpou em francês: “Père Gabriel, pardonnez le Pouvoir Judiciaire du Brésil por cette injustifiable retard” – Padre Gabriel, perdoe o Judiciário Brasileiro por esse atraso injustificável.

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça cassou em (16/5), por unanimidade, a sentença de 1ª instância que condenou Flávio Nascimento da Silva e Nilson Ferreira Celestino pelo assalto e morte (crime de latrocínio) do Padre Gabriel Maire, ocorrido na Rodovia Carlos Lindenberg, Vila Velha, em 1989. O terceiro homem envolvido no crime, Fábio Nascimento da Silva, foi assassinado.

Com a decisão, a sentença de latrocínio está anulada e o inquérito volta para a Polícia Federal apurar os responsáveis pelo crime de mando. O relator do recurso, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, explicou que o Ministério da Justiça já havia determinado que a Polícia Federal assumisse a apuração da morte do Padre Francês. Portanto, com essa decisão, a Polícia Federal volta apurar o crime. O desembargador também decretou a prisão de Flávio e Nilson.

ABAIXO UM VÍDEO DA DESPEDIDA
DO CORPO DO PADRE GABRIEL MAIRE

Fonte: Mártires da Caminhada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: