REPAM se soma na realização do evento “O Grito da Selva – Vozes da Amazônia” nesta sexta-feira e sábado (26 e 27)

O presidente da REPAM e arcebispo de Huancayo (Peru), cardeal Pedro Ricardo Barreto Jimeno, faz um convite para a participação no evento “O Grito da Selva – Vozes da Amazônia”, que será realizado nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, e no sábado (27). Parte das ações da Assembleia Mundial pela Amazônia, a atividade conta com a participação da COICA, da REPAM e do Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA), além de ativistas, cientistas e aliados de países do Sul e do Norte.

Em uma mensagem, divulgada dia 23 de fevereiro, o cardeal Barreto inicia recordando que “a segunda onda da pandemia da Covid-19 avança inexoravelmente em toda a humanidade, mas de maneira especial no território amazônico”. Assim, “os povos indígenas vêm sendo afetados gravemente, mas também há outras ‘pandemias’: o extrativismo, a corrupção e outros aspectos que afetam as comunidades indígenas”.

Para contrapor a esta realidade, “as organizações dos povos indígenas organizaram um evento muito importante: ‘O grito da selva – vozes da Amazônia’. Este evento analisará as propostas para fazer frente a estes feitos tão duros e difíceis como são a Covid-19 e outras pandemias”, destaca o cardeal. A Rede “continua unida a todos aqueles que se esforçam na defesa de nossos irmãos e irmãs que, por causa da pandemia, especialmente em algumas áreas de nossa Amazônia, sofrem as consequências da negligência e marginalização de muitos governos”.

REPAM em defesa da vida

O vice-presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM)  e bispo do Vicariato de Puyo, no Equador, dom Rafael Cob reafirma o compromisso da Rede de caminhar junto com aqueles que se esforçam na defesa da vida na região. Em mensagem enviada por ocasião do evento “O Grito da Selva – Vozes da Amazônia”, que será realizado nesta sexta-feira e sábado, 26 e 27 de fevereiro, o prelado expressa a solidariedade da REPAM com “todos os povos amazônicos neste momento em que a selva levanta seu grito em defesa de seus direitos e de sua atenção”.

O bispo recorda a aliança que se vem tecendo com a Coordenadora das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (COICA), “na luta contínua pelos povos da Amazônia”, que anima este importante evento para visibilizar a difícil situação vivida no território.

Cob insiste para que “todos os governos fazem um esforço para defender o bioma e também os direitos dos povos que nele vivem”. Dom Cob termina sua mensagem lembrando-nos que “pedimos a Deus, criador desta terra, que nos dê sabedoria e força para seguirmos unidos na luta pela paz, pela justiça e pelo progresso de nossos povos”. Veja, abaixo, a mensagem na íntegra:

Evento

“O Grito da Selva, Vozes da Amazônia” acontecerá na sexta-feira 26 e sábado 27 de fevereiro às 15:00 horas de Brasília e 19:00 – Hora da Europa Central CET.

Inscrições:

Estará disponível tradução simultânea para espanhol, português e inglês. Para participar deste processo, é necessário se inscrever e registrar-se através no link aqui. 

Fonte: CNBB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s