Carta resposta de um padre Católico sobre as vergonhosas afirmações do Prof. Felipe Aquino

Indaiatuba, 15 de fevereiro de 2021

Ao prezado professor Felipe Aquino,

Paz e bem no Senhor Jesus!

Sou pároco há 15 anos. Meu pai o admirou até o presente momento. Como muitos fieis da minha igreja tem me compartilhado o seu vídeo contra a Campanha da Fraternidade 2021 e perguntado sobre ele, senti-me na obrigação de escrever, alertando sobre certos erros cometidos por senhor.

O senhor parte do Catecismo da Igreja Católica nº 907 que cita o Código do Direito Canônico, cân 212,3. Para uma interpretação mais acertada tanto do catecismo como do código, é preciso ter em mente que ambos se baseiam constituição apostólica do concílio ecumênico Vaticano II, Lumen Gentium, nº 37, sobre a relação dos leigos com a hierarquia, a saber:

Segundo a ciência, competência e prestígio que possuam, [os leigos] têm o direito, e até o dever, de manifestar o seu parecer no que refere ao bem da Igreja. Faça-se isto, se for o caso, através de órgãos estabelecidos pela Igreja para isso, sempre com verdade, fortaleza e prudência, mostrando respeito e caridade para com aqueles que, por motivo do seu ofício sagrado, fazem as vezes de Cristo.

Escutei atentamente o seu vídeo. Analise-o segundo o mesmo espírito ecumênico que permeou esse concílio. Queria fraternalmente apontar algumas incongruências em sua fala:

1) O senhor usou falácias em sua fala. Falácia é uma forma de raciocínio que parece correto, mas quanto examinado cuidadosamente, não o é.

a) O senhor cometeu uma falácia que se chama argumentum ad hominen (ofensiva). Ela é cometida quando, em vez de tentar refutar a verdade do que se afirma, ataca o homem que fez a afirmação.

O senhor critica o documento da Campanha da Fraternidade 2021 sem citar um único parágrafo sequer, mas o faz somente na base das posições pessoais e exclusivas da pastora Romi Márcia Bencke, secretária-geral do CONIC. Quem leu o documento vai perceber facilmente que ele não reflete as posturas da secretária-geral, mas sim de uma comissão de redação composta por noves igrejas cristãs, inclusive a Igreja Católica. Todas essas igrejas não comungam das posições da pastora Romi.

b) O senhor cometeu outra falácia que se chama acidente convertido (generalização apressada). É quando, ao procurar compreender e caracterizar todos os casos de certo tipo, uma pessoa pode usualmente prestar atenção apenas a alguns deles.

O senhor acusa o texto base ser da Teologia da Libertação de base marxista. A análise marxista se baseia numa leitura da contradição material da história, como lutas de classes sociais (proletários x burguesia). Ela sempre propõe a revolução como forma de superar essa contradição. Os parágrafos 57-74 do texto base citam número estatístico do altas da violência-2020, fazendo um leitura a partir da Cruz de Cristo das minorias excluídas, maltratadas, violentadas e mortas pela sociedade. Pela simples indicação de um olhar eclesial de misericórdia para as vítimas do discurso religioso e da violência, incluindo os LGBTQI+, o senhor chega à conclusão apressada e imprudente de que o todo o texto é da Teologia da Libertação, com pauta esquerdista.

2) Ao postar publicamente o seu vídeo, possibilitando o compartilhamento nas redes, o senhor agiu imprudentemente e de modo contraditório à interpretação contextualizada da citação do Catecismo da Igreja Católica, quanto aos direitos e deveres dos leigos em relação à hierarquia.

a) Conforme a citação de Lumen Gentium nº 37, o senhor deveria manifestar o seu parecer através de órgãos estabelecidos pela Igreja para isso. Mas o senhor o fez por meio do Youtube, ameaçando perigosamente a unidade da Igreja Católica, pois colocou católicos contras católicos, bispos contra bispos.

b) Como já demonstrei os erros de argumentação de seu vídeo, ou seja, o uso de falácias, o senhor faltou com a verdade. O Concílio pede que a manifestação do parecer seja feita sempre com verdade.

3) O senhor agiu fora das orientações do concílio ecumênico Vaticano II, também no que concerne ao ecumenismo. O decreto Unitatis Redintegratio nº 24 diz: “Este sagrado Concílio exorta os fieis a absterem-se de qualquer zelo superficial ou imprudente que possa prejudicar o verdadeiro progresso da unidade”.

Lamento muito o fato de o senhor ter perdido a oportunidade de ficar calado e o mal que causou a Igreja por vaidade pessoal e por uma visão distorcida de eclesiologia. Lamento ainda a decepção que o senhor causou em meu pai. Espero que o senhor possa emendar o seu vídeo durante essa quaresma, sinal de conversão e renovação de mentalidade, e voltar à comunhão com a Igreja Católica Apostólica Romana.

Que Deus abençoe!

Padre Caio Augusto de Andrade.

3 comentários Adicione o seu

  1. elirio luiz galelli disse:

    Uma frase que aprendi desde cedo: QUEM SE EXPLICA SE COMPLICA.O. O texto do padre é uma explicação educada e superior. Mas, analisemos: quem discorda do tal de aquino, não precisa de explicações. E os que comungam da posição imbecil do figurinha, não lerá jamais qualquer explicação. Não é da índole desses conservadores tentar saber qualquer versão diferente daquele que defendem. ENTÃO: bastaria ter dito apenas que o babaca cometeu uma heresia e que está fora da igreja católica. Com certeza, tudo que escrevi não será lido por muitos.

    Curtir

  2. Excelente resposta advertência do Padre Caio a estes “leigos e leigas” que se estão achando mais católicos que o próprio papa. É lamentável que a irresponsabilidade e a rebeldia, tenha invadido tanto assim, mentes e corações de pessoas batizadas. Tudo isso, de fato não passa de “vaidade das vaidades” (ecl 1,2). Querem se aparecer, nestas tais mídias. E triste ver até Padres e bispos com uma mentalidade tão retrograda, rebelde e creio mal intencionada porque gera divisão. Antes quem atacava a igreja eram os neos pentecostais, hoje são estes arcaicos medievais…de dentro da igreja! Só que eles não abrem mão de seus luxos pós moderno !

    Isso, mesmo Padre Caio estou contigo !

    Que Jesus e Maria Santissima tenha misericórdia destes conspiradores da fé!!!

    Paz e Bem !!!

    Curtir

  3. Oswaldo Ramos disse:

    Desde quando entrei em contato com o movimento carismático, algo me cheirou mal. Ele se pareciam mais com os pentecostais que com os católicos. Eles colocavam o Espírito Santo no centro de sua fé. A Igreja Católica Apostólica Romana coloca Jesus no centro. E dali, temos toda a Santíssima Trindade de uma só vez: O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Suas ligações com membros estadunidenses me fez suspeitar que o movimento tinha origem no país do norte. Num artigo, ao ver sacerdotes que comungavam do mesmo espírito, me angustiei, e cheguei a escrever que eles parasitavam a nossa Igreja Romana. Perguntei se esses padres serviam a Igreja Católica ou se serviam dela. Eles demonstram sua catolicidade afirmando sua fé na Virgem Maria e na Eucaristia, ao contrário dos neopentecostais protestantes. Mas, infelizmente, a fé nesses pilares de nossa religião católica não a definem. Os ortodoxos separados do Papa, também cultuam Maria e a Eucaristia. Eles instituíram o batismo do Espírito Santo. Chegaram a me “batizar” numa visita cordial que lhes fiz. Como se eu entrasse numa nova igreja, numa nova religião. Eu sou crismado, não preciso de outro e estranho batismo. A adoração deles à Sagrada Eucaristia chega a ser constrangedora, tal o histerismo diante do Santíssimo. Eu, a princípio, também admirava muito o Prof. Felipe Aquino. Achava-o equilibrado e centrado. Diante da recusa em aceitar as bases da Campanha da Fraternidade, analisando-a sob prismas estranhos, ofendendo até mesmo o Santo Padre, a CNBB. Durante a campanha para a presidência da república, faziam com a mão o sinal da pistola, para mostrar quem eles apoiavam. Sinto-me consolado com manifestação como a sua, Padre Caio. Estamos unidos na verdadeira fé. O senhor em São Paulo, eu, em Maceió, Alagoas. Que Senhor o guarde e o encha de todas as Graças, para o cumprimento do santo sacerdócio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s