Manifesto das Comunidades sobre as críticas caluniosas do Centro Dom Bosco à Campanha da Fraternidade 2021

Amados Irmãos, amadas Irmãs;
Paz e Bem!

Recentemente, o Centro Dom Bosco veiculou em seu Canal de YouTube mensagem totalmente destoante da Caminhada da Igreja. Nele, o representante do referido Centro, faz críticas à CNBB e à legitimidade da Campanha da Fraternidade 2021.

Primeiramente, devemos nos perguntar a qual Igreja ele representa. Certamente, não à Igreja Católica. Nesta, temos em seu magistério a Doutrina Social da Igreja. Desde a Rerum Novarum, encíclica do Papa Leão XIII de 15 de maio de 1891, a Igreja se preocupa com questões relacionadas ao homem na sociedade. Desigualdades, racismo, intolerância de todos os tipos e formas; tornam-se preocupação de seu Magistério e de sua Pragmática. Após o Concílio Vaticano II, a Igreja se preocupa ainda mais com as questões temporais. A pobreza e a violação da Dignidade Humana estiveram em pauta nas reflexões teológicas e pastorais, dando mais força às Campanhas da Fraternidade no Brasil, pois estas começaram em 1961. Nada há de errado neste caminhar, pois o mesmo se sustenta na própria Palavra de Deus. Podemos estar certos disso, consultando a literatura profética, tais como os Livros de Amós, Jeremias, Isaías. Também os Livros Históricos deixam claro que o sofrimento dos pequenos sempre foi preocupação de Javé, nosso Deus; conforme podemos ver em Ex 3,7; Dt 24,5-22; Dt 25,1-4. No Segundo Testamento, Jesus nos deixa sinal claro de seu compromisso com os empobrecidos, tal como podemos ver em Lc 4,18; Mt 5,1ss; Mt 11,28ss; entre tantos outros textos.

Neste sentido, a CNBB – com suas diretrizes – está em plena comunhão com a Palavra de Deus. A afirmação do vídeo em questão é, no mínimo, fundamentada em falta do conhecimento elementar de hermenêutica bíblica. As Campanhas da Fraternidade nunca foram doutrina comunista, socialista, ou algo que o valha. É compromisso com o Evangelho.

As reflexões da Campanha da Fraternidade vem-nos como momento oportuno e salutar para fomentar conversão. Converter-nos de nosso ostracismo, nossa alienação da realidade que nos cerca. De nada vale ir ao altar de Deus, se ignoramos o sofrimento dos empobrecidos.

Ainda mais: quando o representante do Centro Dom Bosco fala de doutrina confusa e apologia à homossexualidade, deslegitima a Igreja e seu Magistério. Exortar ao acolhimento de todos e todas, não obstante suas escolhas, não significa apoiar as escolhas, mas ao ser humano. Precisamos sempre acolher. Sem tomar sobre si a alcunha de juiz. É neste sentido que caminha todo o Texto Base da Campanha da Fraternidade 2021. Do Coração de nossos Bispos, para o Coração de nosso Povo. Os Bispos são nossos pais na fé, continuadores do Mister Apostólico.

Não se pode ser Católico e romper com a CNBB, pois esta representa o Magistério da Igreja em âmbito nacional, a quem devemos obediência, confiança e amor.

Com amor e respeito à CNBB,


Frei Hermes Abreu, OFM – Editor da Página O Caminheiro do Reino
Frei Jacir de Freitas Faria, OFM – Colaborador da Página O Caminheiro do Reino, Frade na Província Franciscana Santa Cruz, MG
Frei Edilson Rocha, OFM – Colaborador da Página O Caminheiro do Reino, Frade na Custódia Franciscana São Benedito da Amazônia
Karina Moreti, OFS – Jornalista colaboradora da Página O Caminheiro do Reino e Animadora Litúrgica na Diocese de Lins, SP
Antônio Joaquim Ribeiro Mota, OFS – São Paulo, SP
Pe. Éderson Queiroz – Patrocínio, MG
Antônio José da Silva Ferreira (Xoffé) – Rede Celebra, Núcleo Fortaleza (CE) e Ministro da Palavra
Seny Felix – Rio de Janeiro, RJ
Marli Aparecida Moreschi – Pontes e Lacerda, MT
Edilson Carvalho – Colaborador da Página O Caminheiro do Reino, Apucarana, PR
Hélio da Silva Gusmão Vitória da Conquista, BA
Diácono Jaime Bomfim – Arquidiocese de Olinda e Recife, PE
Darcy Egídio Perin – Comissão Diocesana de Caridade de Santa Cruz do Sul, RS, residente em Lajeado, RS
Elizabeth Sfrizo – São Paulo, SP
Altemir Aparecido Silva Morrinhos – Goiás, GO
Ângelo Ignácio – Coordenador da Pastoral da Ecologia Integral, Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ
Joana D’Arc de Abreu – Conselheiro Lafaiete, MG
José Lenivaldo Carvalho – Colaborador da Página O Caminheiro do Reino, São Paulo, SP
Maria Aparecida Damasceno – CEBs, São José do Rio Preto, SP
Elaine Pinheiro Neves de Macedo – Diocese de Cornélio Procópio, PR
Sandra Marília Lopes – Rede Celebra
Diácono Francisco Adilson da Silva – Assessor do Vicariato Episcopal para as Instituições Sociais, Arquidiocese de Natal, RN
Nelcimar Rodrigues dos Santos – Movimento Fé e Política, João Pessoas, PB
Diácono Márcio Francisco de Andrade – Assessor do Vicariato Episcopal para as Instituições Sociais, Arquidiocese de Natal, RN
Frei Gilvander Luís Moreira – Frade e Presbítero Carmelita, Assessor do CEBI, do SAB, da CPT em MG
Marineide Aparecida Pereira – Governador Valadares, MG
Silvânia Motta Braga – Escola de Fé e Política Dom Pedro Casaldáliga em João Pessoa, PB
Cláudia Rejane de Sá Leal – Vice Presidente da Próvida, Diocese de Floresta, PE
Pe. Luciano Pereira Aguiar – Diocese de Floresta, PE
Manoel Messias Silva Souza – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Marcelo Neves Santos – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Wellington Machado – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Gleude Moura – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Pe. Joselito Pereira – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Pe Antônio Ramos – Arquidiocese de Vitória da Conquista, BA
Pe. Rafael Benevides – Sociedade de Jesus (Jesuítas)
Ir. Maria Angélica Brun – Pequenas Irmãs da Divina Prividência
Ir. Tereza de Carvalho Silva – Congregação das Irmãs Carmelitas da Caridade de Vedruna
Ir. Macelina Ferreira de Azevedo – Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena
Maurílio de oliveira Bastos – Montes Claros, MG
José Geraldo Estevam – Barbacena, MG
Pe. Luiz Antônio de Oliveira – Paróquia Menino Jesus de Praga – Arquidiocese da Paraíba, PB

25 comentários em “Manifesto das Comunidades sobre as críticas caluniosas do Centro Dom Bosco à Campanha da Fraternidade 2021

Adicione o seu

  1. “na dúvida, fique do lado dos pobres” – Pedro Casaldáliga
    A igreja católica precisa continuar mostrando o outro lado da religião. O lado do amor, da acolhida, o lado não-opressor. Precisa mostrar que não compactua com o que ocorre de mais sujo no cristianismo no Brasil. A CF/2021 é uma ótima oportunidade para isso; por isso tantas críticas infundadas.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Fraternidade e diálogo! Na unidade e denunciando os negacionista! Diácono Sandro Roberto – Paratibe – Paulista – Pernambuco

    Curtido por 1 pessoa

  3. A Igreja de Cristo e uma Igreja de inclusão não de exclusão. Todo ser humano é imagem e semelhança de Deus, independente de sua condição social, cor , sexo ou opção. Não devemos apoiar o pecado. Mas devemos sempre apoiar o pecador, nunca condenar, jamais julgar , sempre ir ao encontro, estender as mãos, servir ao próximo. Uma Igreja em saída, é ir ao encontro do outro, do diferente, daquele que não pensa como eu, e lá que iremos encontrar o rosto de Cristo. Isso não significa abraçar essa ou aquela causa, antes das causas la esta um filho de Deus. Que muitas vezes lá está um ser humano precisando de uma mão amiga, e não de um martelo de um julgador.

    Curtido por 1 pessoa

  4. O que falta para cancelar esse Centro D. Bosco? Que atraso! Fazem o papel do capeta que tem o objetivo de difamar e destruir a Santa Madre Igreja! Que voltem para o esgoto de onde nunca deveriam ter saído! E viva a CNBB!

    Curtido por 1 pessoa

  5. A cegueira leva ao preconceito e alienação à realidade que vivemos promovendo a separação . Somos o povo de Deus, nosso Pai que nos libertou da escravidão e do pecado através de seu filho Jesus Cristo

    Curtido por 1 pessoa

  6. Eu, Frei Gilvander Luís Moreira, padre carmelita, do CEBI, do SAB, da CPT, em MG, repudio com veemência os ataques covardes do Centro Dom Bosco, que são traidores do Evangelho de Jesus Cristo, bolsonaristas travestidos de pessoas religiosas. Peço que inclua, se possível, meu nome como assinante do manifesto acima. Viva a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021! E, fora, os moralistas e falsos cristãos que abusam do nome de Dom Bosco!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Em primeiro essa peça do Supistamnete Centro do Nosocômio não é Cristã muito menos Católica. São fanáticos que se apropriaram do Onomástico de São Dom Bosco para criar falsa notícia e detratar a Campanha da Fraternidade 2021. Sob alegação de liberdade de expressão esses vídeos são veiculado ganhando audiência junto aos incautos que antes de saber da pertença ou não com a Igreja Católica Apostólica Romana inferem alguma credibilidade a esses ataques. Será preciso que a Igreja estude juridicamente reparação pela falsidade ideológica de tais grupos e organizações não católicas que sobrevivem e arrecadam recursos (estelionato) ao se passar por porta-vozes de Cristãos Católicos.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Lamento tamanha ignorância de quem se opõe a CF com afirmações preconceituosas e ante-evangélicas; lamento que acolher a diversidade deste país seja considerado ruim; só posso lamentar visões tão limitadas e preconceituosas… rezemos e andemos com fé e esperança…

    Curtido por 1 pessoa

  9. esse vídeo do supostamente centro dom bosco não é Cristã, muito menos Católica. Trata-se de fanaticos ideológicos, que se apropriaram do Onomástico de São Dom Bosco para criar falsa notícia e detratar a Campanha da Fraternidade 2021.
    Sob alegação de “liberdade de “
    expressã” esses canais veiculam peças ganhando audiência junto aos incautos, que antes de saber ou pesquisar a pertença ou não com a Igreja Católica Apostólica Romana, inferem alguma credibilidade a esses ataques.
    Penso, que será preciso que a Igreja Católica do Brasil estudeis meios jurídicos de reparação pela falsidade ideológica de tais grupos organizados não católicas, que sobrevivem com arrecadação de recursos ao se passar por porta-vozes de organismos Cristãos Católicos, pois se enquadra em crime de estelionato. E junto as gestoras de plataformas de redes sociais cabe denunciar o conteúdo e impropriedade, até por calúnia e difamação contra as Entidades e Pessoas atacadas pelo narrador do vídeo.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Curto e tentando não ser grosso: essa gente não é, nunca foi e jamais será católica – a não ser que se arrependam e indiquem o perdão divino.

    Curtir

  11. É muito triste ver esse tipo de comportamento de pessoas que não estão inseridas no Evangelho e tomam a palavra pra disseminar odio e discordância.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Frei, concordo plenamente com seus comentários. Só quem não conhece a nossa Igreja Católica e não conhece seu documentos e a Santa Escritura é que fica defendendo essas posições, principalmente deste centro Dom Bosco que não é ligado ao Congregação Salesiana. Parabéns Frei Hermes Abreu.

    Curtir

  13. Valter Jesus Almeida - Coord. Regional das CEBs Regional Nordeste 3 - Bahia e Sergipe. disse:

    Eu apoio e participo da CF e da CF Ecumênica!

    Curtir

  14. Total repúdio aos que são contra as diretrizes do Concílio Vaticano II, especialmente este grupelho que usurpou o santo nome de São João Bosco.

    Curtir

  15. A solidão dos que descontextualizam a Campanha da Fraternidade
    2021, o Céu de diamante, tentando derrubar destruir as estrelas dos Bens do futuro, será contida pela nossa Fé e Luta, que esta cravada em nosso corações, “Avanti”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: