Traduções Bíblicas no Brasil – Bíblia do Peregrino

A Paulus Editora  destaca a importância da Bíblia do peregrino, que foi publicada inicialmente em 1996, na Espanha, e hoje é traduzida em inúmeros idiomas. Em meio a tantas traduções existentes em português, esta não é apenas mais uma: ela vem ocupar um espaço ainda vazio no que se refere tanto ao tipo de tradução quanto ao comentário do texto, presente nas abundantes notas e introduções.

O intuito de traduzir cuidadosamente esse conteúdo é reproduzir a feição das línguas antigas nas línguas atuais. Pela análise estilística comparativa, chega-se a uma equivalência entre o estilo das línguas originais e o estilo das neolatinas, sobretudo em textos narrativos e poéticos.

Bíblia do Peregrino reúne duas características fundamentais numa edição voltada ao uso pastoral e catequético. Ela combina magistralmente a tradução idiomática — voltada ao leitor moderno — com amplo suporte científico, condensado em introduções e notas que ocupam quase dois terços do volume.

Além disso, ela oferece ao leitor diversos subsídios, como mapas de Jerusalém do Antigo e do Novo Testamento, a encíclica Dei Verbum, um índice de abreviaturas, algumas instruções de uso, introduções explicativas no início de cada livro bíblico e um vocabulário de notas temáticas.

A intenção do autor, Luís Alonso Schökel, ao publicar esta edição, foi a de oferecer um comentário completo e homogêneo de toda a Bíblia, para que ela seja uma obra de uso múltiplo, podendo ser usada nas aulas de exegese, como manual de estudo pessoal ou, ainda, como guia para meditação e pregação.

Os mais de 40 anos de contato com a Bíblia na investigação, no ensino e na meditação conferem ao autor conhecimento e familiaridade com seu conteúdo, fazendo desta edição da Bíblia do Peregrino uma obra imprescindível para a biblioteca comunitária e familiar.

Luís Alonso Schökel nasceu em Madri, em 1920, e faleceu em 10/7/98. Realizou os estudos clássicos em Salamanca (1937-1940). Ensinou estilo literário em Comillas (1943-1946), onde escreveu a obra La formación del estilo (1947, 5ª ed. em 1968). Estudou Sagrada Escritura no Pontifício Instituto Bíblico de Roma (1951-1954), doutorando-se em 1957 com a tese intitulada Estudios de Poética Hebrea. Foi professor de Introdução Geral à Bíblia e de Teologia do Antigo Testamento (1957-1995). Foi o pioneiro no estudo da poesia hebraica, desde a sua tese de doutorado até os recentes Manual de poética hebrea e Antologia de poesía bíblica hebrea, sem abandonar nunca o contato direto com escritores de língua espanhola e estrangeiros. Autor (com vários colaboradores) de uma tradução do Antigo e do Novo Testamento baseada na análise estilística comparativa. Publicou mais de cinquenta obras, desde La palabra inspirada (traduzida para seis línguas) até o monumental e recente Diccionario Bíblico Hebreo-Español (traduzido em português pela PAULUS Editora, 1998).

Capa de Cláudio Pastro, especialista em arte sacra – é uma síntese da proposta desta Bíblia. O desenho mostra a caminhada de fé (velas) do povo de Deus (homens e mulheres), liderada por Jesus Mestre e Pastor, Caminho, Verdade e Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s