Marcos e seu Evangelho

No Ano Litúrgico de 2021, temos como texto base o Evangelho de Marcos. Pensando nisso, em nossos Estudos Bíblicos agrupamos aqui algumas considerações, com contribuição dos biblistas Luiz da Rosa e Odalberto Domingos Casonatto, para um melhor conhecimento deste Evangelista e seu Evangelho.

Boa Leitura!

Quem foi o evangelista Marcos?

Por| Luiz da Rosa

Poderíamos erroneamente pensar que ele fosse um dos 12 apóstolos, mas não é assim: o autor do segundo Evangelho provavelmente não conheceu a Jesus, mas aprendeu sobre Jesus Cristo graças a sua convivência com os apóstolos, especialmente com Pedro e Paulo.

Como acontece com a maioria dos personagens bíblicos, conhecemos pouco sobre Marcos. Sabemos que era um judeu, mas é provável que tenha nascido fora da Palestina, de uma família rica. Foi um companheiro do apóstolo Pedro, nas suas viagens até Roma, aonde provavelmente escreveu o Evangelho. Pedro o o chama de “meu filho”. Além da sua familiaridade com Pedro, Marcos conviveu também com o apóstolo Paulo, que conheceu em 44, quando Paulo e Barnabé trouxeram para Jerusalém a coleta da comunidade de Antioquia. No seu regresso, Barnabé trouxe consigo o seu jovem sobrinho Marcos, que mais tarde se viu ao lado de São Paulo em Roma.

A última informação que temos dele vem exatamente d Paulo, quando escreve a Timóteo, provavelmente de Roma: “Levai Marcos convosco. Posso muito bem precisar dos seus serviços”.

Sobre a sua morte existem apenas hipóteses que derivam da tradição. Teria morrido por volta de 68, segundo alguns de morte natural e outros como mártir, em Alexandria, no Egito. Há um apócrifo chamada de “Atos de Marcos”, do século IV, que relata que no dia 24 de abril ele foi arrastado pelos pagãos pelas ruas de Alexandria amarrado com cordas ao pescoço. Atirado para a prisão, no dia seguinte ele sofreu o mesmo tormento atroz e sucumbiu. O seu corpo, incendiado, foi retirado da destruição pelos fiéis.

Uma tradição diz que dois comerciantes da cidade de Venezia levaram, em 828, seu corpo para aquela cidade da Itália, aonde estaria sepultado.

__________

Quais eram as 3 características do evangelho de Marcos?

Por| Odalberto Domingos Casonatto

Conhecer as características do evangelho de Marcos, nos ajudam muito em entender sua mensagem, e a forma com que este evangelista quer apresentar o evangelho de Jesus. Aparecem muitas características que são próprias de Marcos. Respeitando a pergunta coloco três delas:

Primeira característica:

No evangelho de Marcos encontramos 7 conflitos, estudar estes conflitos é entender a mensagem de Jesus. Sem este esforço é impossível compreender o conteúdo expresso. Segue a lista dos 7 conflitos:

  1. Mc 2,1-12 – Referente ao Perdão dos pecados.
  2. Mc 2,15-17 – Referente ao alimentar-se como os pecadores.
  3. Mc 2,18-22 – Referente ao Novo e ao Velho.
  4. Mc 2,23-28 – Referente a observância do Sábado.
  5. Mc 3,1-6 – Referente a cura no Sábado
  6. Mc 3,22-30 – Referente Jesus e Satanás
  7. Mc 3,31-35 – Referente a Família de Jesus

Segunda característica:

Aparece no evangelho inúmeras vezes que Jesus esconde aos Fariseus seu caráter Messiânico. Neste Evangelho o “Segredo Messiânico” é evidente pois Jesus até proíbe que se fale sobre ele, e se diga quem ele é. Mc 1, 25; 1,34; 1,44; 3, 11-12; 5,43; 7,36; 8,26; 9,9.

Terceira característica:

Este evangelho é chamado o evangelho do Caminho. Em poucas palavras, mostra Jesus indo a Jerusalém somente uma vez, e no caminho para Jerusalém com seus discípulos explica seus ensinamentos e instruções. s Esta palavra “caminho” é utilizada por diversas ocasiões.

O evangelho abre falando do caminho:

  • Mc 1, 2 – “…Eis que envio o meu mensageiro diante de ti a fim de preparar o teu caminho...” (Bíblia de Jerusalém)
  • Mc 1, 3 – “…Preparai o caminho do Senhor…” (Bíblia de Jerusalém)
  • Mc 1, 16 – Jesus está muitas vezes caminhando: “Caminhando ao longo do mar da Galileia…” (Bíblia de Jerusalém).

O evangelho é um convite a caminhar:

“Jesus está a caminho” (Mc 8,27; 9,30-33) “a caminho para Jerusalém”(Mc 10,32)

Consulta:

  • BALANCIN, E. M., Como ler o Evangelho de Marcos, São Paulo: Paulinas, 1991.
  • CRB, Seguir Jesus: Os evangelhos, coleção tua palavra é vida 5, Edições Loyola São Paulo, 1994.
  • CASONATTO, ODALBERTO DOMINGOS, Como ler o Novo Testamento, em subsídios para a evangelização, Instituto de Teologia de Passo Fundo, (uso acadêmico), 1996.

__________

Evangelho de Marcos

Por| Odalberto Domingos Casonatto

O evangelho de Marcos pertence aos chamados evangelhos sinóticos do Novo Testamento

No Novo Testamento os três evangelhos Mateus Lucas e Marcos fazem parte de um conjunto de escritos chamado Sinóticos (mesmo olhar), eles podem ser colocados em colunas comparando-se as semelhanças e diferenças dos textos. Praticamente o primeiro a ser escrito foi Marcos, depois Mateus e Lucas. Não se recomenda estudá-los separadamente. Quanto a João segue um caminho totalmente diferente. Por ex. No evangelho de João não encontramos Parábolas, aparece um conjunto de sete sinais ou milagres. A sua terminologia é mais elevada, fala em vida espiritual, vida eterna, novo renascimento, verdade, etc…

O texto do Novo Testamento não segue uma ordem histórica de escrita mas de importância para as comunidades (maior divulgação) assim temos Mateus, Marcos, Lucas e João. Utilizando a ordem cronológica tem a seguinte ordem: Evangelho de Marcos escrito por Marcos na cidade de Roma no ano de (64 d. C); evangelho de Mateus escrito por Mateus em Jerusalém para comunidade de Judeus cristão (70 d.C); evangelho de Lucas escrito por Lucas em Antioquia para os gentios por volta de (80 d.C), estes três evangelhos são chamados de sinóticos, pois tem muitas semelhanças entre si e podem ser comparados em seus textos e feitos estudos a partir destas comparações e o evangelho de João escrito por João para a comunidade dos gentios na Ásia Menor em Éfeso (95 d.C.).

Os evangelhos narram à vida de Jesus, mas nem todos os detalhes, a riqueza esta nos textos que eram utilizados, estes textos eram significativos para a comunidade, lidos e repetidos inicialmente em forma oral, mas depois foram escrito pelos evangelistas as comunidades espalhadas pelo Império Romano. A palavra de Jesus servia para iluminar os fatos da vida da comunidade.

Os evangelistas João e Mateus foram apóstolos de Jesus, entretanto Marcos foi um discípulo de Paulo no início e depois foi uma espécie de secretário de Pedro em Roma e Lucas, de profissão médico acompanhou Paulo na difusão do evangelho no mundo pagão.

O evangelista Marcos (notas biográficas)

Marcos era oriundo da cidade de Jerusalém filho de tal Maria, e que em sua casa se reunia a comunidade cristão original de Jerusalém. Diz o texto que Pedro quando foi libertado da prisão foi acolhido nesta casa. Marcos era primo de Barnabé, um companheiro de viagens de Paulo e que Marcos acompanhou Paulo na sua primeira viagem, mas que depois se separou. Vamos depois encontrar Marcos em Roma e possivelmente foi companheiro de Pedro. Os estudiosos colocam o seu Evangelho como que um resumo da catequese de Pedro em Roma.

Características de Marcos

Este evangelho apresenta três características básicas:

1 -brevidade (é o evangelho mais curto);

2 – o Evangelho mostra um Jesus poderoso em ações;

3 – a organização (tem um esquema definido a Catequese de Pedro).

O Evangelho de Marcos apresenta detalhes, que são próprios de uma testemunha ocular, de Pedro e transmitidos oralmente inúmeras vezes através de Marcos a seus ouvintes.

Os aspectos que são próprios de Pedro, sua convivência com Jesus, testemunha dos fatos e ensinamentos de Jesus, Marcos apresenta em seu evangelho.

Como esta obra foi escrita na cidade de Roma, para romanos, tornou-se necessário explicar costumes judaicos (7,3; 14,12; 15,42), e Marcos no escrito do evangelho substitui o grego por latim.

Seu evangelho é uma resposta para a comunidade que esta em crise, por causa da perseguição do Império Romano aos cristãos de Roma. Na abertura de seu evangelho ele apresenta Jesus Cristo como o salvador em contraposição a Cesar Imperador Romano que se considerava deus. O culto ao Imperador era muito difundido nos santuários de Roma e os cristãos eram obrigados a estas praticas.

Preocupa-se Marcos em apresentar Jesus, a partir da crise que vive a comunidade, com os ensinamentos de Jesus, suas Parábolas, milagres Paixão e ressurreição ajudam a comunidade criar condições, vencer os desafios e conquistar novos membros.

Consulta:

Arquidiocese de Porto Alegre, Jesus no Evangelho de Marcos, Animação Bíblica da Vida Pastoral, edições Calábria Porto Alegre, 2012.

Balancin, E. M., Como ler o Evangelho de Marcos, São Paulo: Paulinas, 1991.

CEBI, Introdução Geral aos Evangelhos, Evangelho de Marcos e Mateus, Roteiros para Reflexão VII, Cebi São Leopoldo, 1998.

Fonte: abilbia.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: