Frei Francesco Patton: Mensagem de Natal 2020

Neste tempo de sofrimento, de incerteza, de solidão e angústia, a cada um de vós e a vossas famílias, aos enfermos e àqueles que os cuidam, chegue da Gruta de Belém o anúncio que traz a alegria e a paz às nossas casas, esperança aos nossos corações e salvação ao mundo inteiro.

Fr. Francesco Patton ofm- Custódio da Terra Santa

“Vimos a sua estrela no oriente e viemos adorá-lo” Mt 2,2

É certamente um Natal estranho este que estamos prestes a celebrar. Pela primeira vez depois de muitos anos a cidade de Belém, nos dias em que o mundo inteiro se volta para ela, está vazia. Na história do primeiro Natal, as hospedarias estavam lotadas, muitas pessoas vieram para o recenseamento e, por isso, Maria e José tiveram que se refugiar numa gruta. Hoje, ao contrário, os albergues estão fechados, porque não há peregrinos que vieram celebrar o nascimento de Jesus.

Graças a Deus a gruta da Natividade não está vazia, porque a comunidade cristã local, apesar das terríveis dificuldades econômicas que atravessa continua a viver na cidade em que Jesus nasceu e também continua a celebrar, com alegria e esperança, o nascimento do Menino que veio para nos salvar.

Neste ano, gostaria de enviar-lhes as saudações de Natal do altar dos Reis Magos que se encontra dentro da Gruta da Natividade, precisamente diante da manjedoura, na qual Maria colocou o menino Jesus.

Todos nós recordamos que, depois de ouvir o anúncio do Anjo, os pastores foram os primeiros a vir adorar o Salvador. Então, depois de algum tempo, como nos conta o Evangelista Mateus, chegaram os Reis Magos. Esses sábios, vindos do Oriente, representam todos nós, toda a humanidade.

Toda a humanidade está à procura desse Menino que muda o destino de cada um de nós e de todo o mundo. Toda a humanidade, acolhendo esse menino, é convidada a se tornar uma única família, na qual somos todos irmãos e irmãs, filhos do único Pai, que nos enviou Seu filho e que nos deu o Espírito.

Redescobrir-nos todos irmãos, hoje significa também redescobrir o valor da solidariedade com aqueles que se encontram na mesma situação do menino Jesus no momento de seu nascimento: necessitados de acolhimento, sem casa, privados das necessidades básicas, perseguidos pelos poderosos em exercício, forçados a fugir do próprio país. Também os Magos, são exemplo para nós: partilham o que têm de mais precioso e colocam o Menino Jesus no centro da sua vida.

Ainda hoje o Menino Jesus continua a fazer-se presente: na criança que pede o direito de poder nascer, no idoso posto de lado, no doente sem companhia, no estrangeiro exilado, no pobre marginalizado, em cada pequeno e descartado pela sociedade.

Neste tempo de sofrimento, de incerteza, de solidão e angústia, a cada um de vós e a vossas famílias, aos enfermos e àqueles que os cuidam, chegue da Gruta de Belém o anúncio que traz a alegria e a paz às nossas casas, esperança aos nossos corações e salvação ao mundo inteiro. Feliz Natal do lugar em que os Magos nos ensinam a ajoelharmo-nos diante do Menino Jesus a fim de adorá-lo e colocá-lo no centro de nossa vida; para oferecer os dons mais preciosos a Ele, que se colocou em nossas mãos e se doou a nós e por nós inteiramente!

Feliz Natal!

Fonte: Vatican News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: