Sobre a Revolta dos Macabeus


Por| Luiz da Rosa

Os Macabeus são os membros de uma família que combateu a helenização promovida por um rei grego Selêucida de nome Antíoco IV. Esse rei queria que toda a população de Jerusalém abraçasse os costumes pagãos típicos do mundo grego e abandonasse a religião judaica. No início foi uma sugestão, mas aos poucos se tornou uma imposição que no auge proibiu aos judeus de seguir a própria religião e profanou o Templo de Jerusalém.

A família dos Macabeus, cujo principal representante foi Judas Macabeu, combateu essa decisão e lideraram a revolução que derrotou o império selêucida. Nasceu assim a dinastia dos hasmoneus, em 164 antes de Cristo, um período de autonomia de Israel, que durou até a chegada dos romanos, que em 37 antes de Cristo conquistaram a Terra Santa e os judeus novamente perderam a autonomia.

Os detalhes dessa revolução são contados nos dois livros dos Macabeus, que infelizmente aparecem apenas nas bíblias católicas e não constam nas bíblias evangélicas. Nesses links, você pode ler o texto do livro: 1Macabeus – 2Macabeus.

Esse período viu muitos heróis dentro povo judeu. Um dos exemplos mais emblemáticos é a mãe com os 7 filhos.  Estes sete irmãos foram assassinados, junto com sua mãe, por permanecerem fiéis às leis judaicas e por não terem cumprido as ordens do rei Antíoco IV Epifânio. Seu martírio parece ter ocorrido em Jerusalém, no ano 168 a.C. A história é contada por 2Macabeus 7.

Dinastia dos Hasmoneus

Judas Macabeu era filho de Matatias. Em 164 ele reconquista Jerusalém e o templo e consagrado novamente, sendo o evento que marca a festa de Hanucá, que os judeus celebravam até hoje.

Depois de Judas Macabeu, a liderança passou para seu irmão Jônatas, que se torna sumo-sacerdote em 153 antes de Cristo, sendo nomeado pelo rei Selêucida, que permite a Jônatas governar com autonomia a Judeia. Depois, o rei Selêucida se torna novamente hostil aos judeus e acontece uma nova guerra, dessa vez conduzida por Simão, irmão de Jônatas. Será o filho de Simão, João Hircano, que conseguirá a independência do império selêucida, sendo nomeado rei da Judeia. Depois prossegue a dinastia hasmoneia com Alexandre Janeu.

A dinastia, depois de 100 anos, começa a sofrer conflitos internos, até que em 63 antes de Cristo o general romano Pompeu intervém e retira o título real do então representante da dinastia, Hircano II, transformando a Judeia m um região subordinada a um procurador romano. No ano 37 antes de Cristo, Antígono é condenado à morte por Marco Antônio e a Judeia é entregue a Herodes o grane, filho do procurador romano Antípater.

Fonte: abiblia.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s