13 de maio de 1888. Abolição da escravatura no Brasil?

Por| Professor José Lenivaldo – Historiador

Historicamente, seria ingênuo e desonesto exaltar somente a princesa Imperial regente Dona Isabel e nos esquecermos de tantos outros que protagonizaram a luta pela LIBERDADE. É verdade que houve a participação da princesa na abolição, mas não podemos ficar somente na narrativa ‘branca monarquista” da abolição e lei áurea, este foi um processo longo, de luta, perseguição e morte. Não devemos nos esquecer, ainda, que os livros de história não retratam que grande parte da elite opressora nunca aceitou a ideia de liberdade dos cativos e que o Brasil foi o penúltimo país da América a assinar o decreto de abolição da escravatura. Por isso devemos, sim, recordarmos dos grandes lutadores pela libertação das correntes, como Luís Gama,
André Rebouças, Maria Firmina dos Reis, Dragão do Mar e tantos outros brasileiros e brasileiras que protagonizaram as lutas pela abolição da escravatura no Brasil.


Ainda hoje, há os herdeiros da Casa Grande e da Senzala; por isso, seria oportuno nos perguntamos de que lado estamos, quem somos, por quem lutamos, quem defendemos: os grandes latifundiários, a elite exploradora, dona de grande fortuna, ou as vítimas do genocídio, do preconceito, do racismo, os LGBTs, indígenas e quilombolas. Há que se falar também do trabalho escravo, que continua oficial no campo ou nas grandes cidades, inclusive por aplicativo. Os fatos mostram que há opressores e oprimidos. A LUTA pela liberdade continua.

Fonte: Página do autor no Facebook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s