Quem é Bernardo Küster para fazer tanto barulho?

Por| Hermes Abreu

Quem é Bernardo Küster? Qual instituição representa? Quais academias teológicas o formaram e o referenciam nos assuntos dogmáticos, eclesiológicos, afins? Uma pergunta sem resposta. Latente, calada, incômoda.

Assim como o vento pode ser bom, as críticas o são. Outrossim, mal dosadas, fora de contexto, sem retas intenções; podem se tornar tempestades. Devastadoras, mortais. Penso que assim podemos definir o caso “Bernardo Küster”. Todos seguimentos da sociedade e – por assim dizer – também a religião, precisam de crítica para o crescimento. É vento que refresca, infla pulmões, sacode poeira. Todavia, quando as críticas tendem ao destrutivo, e nisso se sustêm, podemos entender que nada de positivo se pode inferir. Em via de regra, os oradores destas críticas, se inflam da intransigência, sustentada pela vaidade, pobres de maturidade. Assim, em primeira análise, avalio a pessoa e o propenso trabalho de Bernardo Küster. Fruto de intransigência, vaidade e imaturidade. Um menino mimado, em posse das armas poderosas das novas mídias. Em síntese, Bernardo Küster tem feito muito barulho. Entretanto, ainda nos cabe os questionamentos do início desta reflexão: Quem é Bernardo Küster? Que pretende? Quem lhe referencia?

Fato é que este senhor tem atacado a Igreja, sob o pretexto de defender uma Igreja Verdadeira. Qual é a Igreja Verdadeira para ele? Uma Igreja sem o Papa Francisco? Sem a CNBB? Em suas afirmações e questionamentos, ele deslegitima nossas referências pastorais. Contraditoriamente, com inflamada defesa ultraconservadora, contra a ideia de uma Igreja Pobre para os Pobres, nega as mesmas teses que defende. Defende a tradição, mas nega a legitimidade do Munus Sacerdotalis. Apregoa volta à ortodoxia, mas incita o povo de Deus a motim contra a hierarquia. Confusão! Em seu pensamento. Em sua vida. As ideias de Bernardo Küster, nos tiram de nossos caminhos de fé, em direção a lugar nenhum. Um cego, obscurecido por sua vaidade e arrogância, desejando mostrar por onde deve a Igreja ir.

Penso que cabe a este senhor avaliar a quem serve. Certamente não é à Igreja, pois ela está com o papa. Quem não comunga com Francisco e uma ideia de Igreja em saída, está propenso ao cisma. Cismas, os tivemos ao longo da história. Deles restaram somente a lembrança. A Igreja sobreviveu a eles. Aqueles que nada nos acrescentavam como comunidade de fé, seguiram outros caminhos.

Neste sentido, esteja livre, caro Bernardo, para sair. Não nos fará falta. Estamos com Jesus. Nossa Igreja é comunhão, fraternidade e acolhimento. Opta pelos pequenos e marginalizados. Se esta não lhe serve, deixe-a. Quem apregoa a divisão é o opositor de Deus. Aquele que, conforme a etimologia grega diz: gera separação. Para bom estudioso que se propõe ser, Sr. Bernardo, a palavra diabólico significa aquele que divide. Suas ideias cismáticas estão a serviço deste e não de Deus.

E voltando a nossa pergunta inicial, podemos dizer: Se não se sabe o que pretende Bernardo Küster, quem o referencia, a quem representa, o que concluir? Que ele não acrescenta nada. Portanto, deve ser ignorado.

4 comentários em “Quem é Bernardo Küster para fazer tanto barulho?

Adicione o seu

  1. Se não se sabe o que pretende Bernardo Küster, quem o referencia, a quem representa, o que concluir?

    Bom vamos lá… Bernardo a todo momento deixa claro que as referencias dele estão todas no livro do Catecismo da Igreja Católica.

    Quanto a representação?!? Ele represente o fiel LEIGO, ou seja…. EU kkkkk!

    A conclusão é clara, infelizmente a igreja tem a tendência, principalmente dentro do Brasil, a ser constantemente manipulada por forças politicas, e depois de um período muito grande do PT no governo, era de se esperar que a velha “mentira” de que socialismo ajuda os pobres se tornaria tão rotineira! Estou orando por todos para que abram os seus corações, principalmente pelo meu amigo bernardo que esta dando a cara a tapa por uma igreja mais justa, menos comunista e mais FIEL!

    Curtir

    1. Caro amigo,

      O Catecismo é parte dos documentos que pautam o Caminhar da Igreja. As ideias de Bernardo Küster se opõem a muitos deles. Quer sejam sinodais, quer sejam resultados de conferências episcopais. As ideias deste se opõem aos documentos de Puebla, Medellim, Santo Domingo, Aparecida. Além dos textos (encíclicas e conclusões sinodais) como Rerum Novarum, Ad gentes, etc. Ainda mais: você afirma que ele se baseia no Catecismo. Entretanto, ele ignora o que este versa sobre justiça social, comunhão ministérial, etc. Este Sr. Bernardo é contradição. Prega ortodoxia, mas incita rebelião.

      Sobre você afirmar que Bernardo representa o Leigo (inclusive você), penso que sua afirmação é um tanto egocêntrica. Cerco-me de leigos. Sejam em nossos trabalhos pastorais, nas classes de teologia onde ministro Teologia Bíblica, nas pastorais e movimentos onde dou assessoria. Confesso que só conheço pessoas que seguem Bernardo Küster pela internet. Ninguém que estuda teologia, que trabalha seriamente nas messes pastorais, o faz. Por que será? Porque só em uma Igreja midiática e ideária se pratica a catolicidade de Bernardo Küster. Na Igreja povo de Deus, reunida e organizada em Igrejas Particulares (dioceses, arquidioceses e prelazias), nos movimentos constituídos, nas pastorais e serviços diocesanos, Bernardo Küster se faz um bufão a fazer barulho, sem nada construir. Entre os leigos de Bernardo que falam, mas nada constroem e os que conheço que caminham nas estradas de Jesus; fico no meu modelo de Igreja. Onde amamos, seguimos e comungamos com o Para Francisco, estamos em comunhão com a CNBB e, sobretudo, somos Igreja pobre, com os pobres. Se a Igreja de Bernardo não se sustenta no Primado de Pedro, pois a ele se opõe, não comunga com a CNBB, não é Igreja. Pois fora do Primado de Pedro, não há magistério. E esta minha afirmação também está no catecismo. Algo que você diz que Bernardo defende.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: