Choro por todas nossas Crianças

Por| H. Abreu

Questionaram-me se não me manifestaria sobre o falecimento do neto de Luiz Inácio Lula da Silva. Confesso que não me senti suscitado a fazê-lo. Não por indiferença. Ao contrário,  considerando a tenra idade da criança que deixou a vida,  fiquei profundamente entristecido.

Não me manifestei,  por não sentir que uma morte, fato  tão difícil de se lidar,  possa trazer à baila questões políticas. Deve Lula ser liberado para os funerais? Não deve?  Penso que,  mais uma vez,  estará em jogo a disputa entre esquerda e direita. Se Lula merece o cárcere ou não. É  desumano tratar a dor de uma família com a vergonhosa ótica dos tempos atuais.

Enquanto isso,  vai-se construindo um país onde o Direito dos pequenos é deixado ao lado. Onde as questões sociais,  as diretrizes das políticas públicas, são vistas como ideologia comunista. Ainda mais: respeito à escolha,  ao diferente,  é visto como ideologia de gênero. Onde o judiciário vende suas sentenças no balcão de negócios do favoritismo. Onde poucos ricos,  irão se tornar cada vez mais ricos, às custas dos pobres, que estarão cada vez mais pobres. E desempregados. E sem saúde. E, pelo andar dos carros, sem aposentadoria. Incluo ainda ao “enquanto isso” as insinuações de que o Sínodo da Amazônia é ideologia de uma Igreja maculada pelas idéias marxistas. Onde mais podemos parar?

A morte de uma criança não pode ofuscar o olhar da sociedade à crise que se instaura. Nem mesmo ser usada como trincheira de guerras ideológicas. Estamos à beira da revelação. Já podemos ouvir a orquestra tocando o prelúdio de tempos de terror. Primeiro matarão nossos direitos. Depois nossos sonhos. E, quando nossa voz se levantar em protesto,  seremos mortos.

E em falar de morte prematura de crianças,  lembremos das centenas mortas pelos conflitos urbanos,  vitimadas de balas perdidas. Lembremos dos que não tiveram a chance de buscar cura para suas doenças, pois com o sucateamento do sistema de saúde,  morreram antes que o SUS aprovasse aquela cirurgia, aquele remédio de custo elevado.

Choro pela morte do neto de Lula. Choro por todas nossas Crianças.

2 comentários em “Choro por todas nossas Crianças

Adicione o seu

  1. Penso que não devemos ter medo de nos comprometer. Um texto que me parece tipo isentão, em cima do muro.
    Lembro de algo próximo a esse tipo de discurso, quando a vereadora Marielle foi assassinada.

    Curtir

    1. Caro Zezito,

      Não avalio o texto como isentão, ou – como disse – em cima do muro. O mesmo fala exatamente aquilo que se propõe a dizer. Lamento que o mesmo não tenha dito o que o senhor gostaria que dissesse. Neste sentido, se há algo por ser dito, ou posição a ser tomada, quem sabe o senhor mesmo não o faça? Nosso blog está aberto e à disposição para que o senhor possa se expressar. Caso queira escrever algo sobre os fatos, conforme a postura que o senhor pensa ser a pertinente e correta, esteja à vontade de nos enviar seu texto. Garanto-lhe a fidelidade em reprodizí-lo. Outrossim, cada qual manifesta-se conforme seu discernimento. O meu primou pela crítica conciliadora e pela construção da paz, em antônimo a tantos discursos de ódio. Não lançando mais combustível ao fogo que já se inflama.

      Fraternalmente, em Cristo,

      H. Abreu Fernandes, ofm

      hermes.ofm@gmail.com

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: