Nota de apoio à CNBB e à legitimidade da Campanha da Fraternidade

Amados irmãos, amadas Irmãs;
Paz e Bem!

O vídeo em anexo traz uma mensagem totalmente destoante da Caminhada da Igreja. Nele, o dito professor, faz críticas à CNBB e à legitimidade da Campanha da Fraternidade.

Primeiramente, devemos nos perguntar a qual Igreja ele representa. Certamente, não à Igreja Católica. Nesta, temos em seu magistério a Doutrina Social da Igreja. Há muito, desde o Concílio Vaticano II, ela tem se preocupado com as questões temporais. A pobreza, desigualdade social, violação da Dignidade Humana; estiveram em pauta nas reflexões teológicas e pastorais. Nada há de errado neste caminhar, pois o mesmo se sustenta na própria Palavra de Deus. Podemos estar certos disso, consultando a literatura profética, tais como os Livros de Amós, Jeremias, Isaías. Também os Livros Históricos deixam claro que o sofrimento dos pequenos sempre foi preocupação de Javé, nosso Deus; conforme podemos ver em Ex 3,7; Dt 24,5-22; Dt 25,1-4. No Segundo Testamento, Jesus nos deixa sinal claro de seu compromisso com os empobrecidos, tal como podemos ver em Lc 4,18; Mt 5,1ss; Mt 11,28ss, entre tantos outros textos.

Neste sentido, a CNBB – com suas diretrizes – está em plena comunhão com a Palavra de Deus. A afirmação do vídeo em questão é, no mínimo, fundamentada em falta do conhecimento elementar de hermenêutica bíblica. A Campanha da Fraternidade nunca foi doutrina comunista, socialista, ou algo que o valha. É compromisso com o Evangelho.

As reflexões da Campanha da Fraternidade vem-nos como momento oportuno e salutar de conversão. Converter-nos de nosso ostracismo, nossa alienação da realidade que nos cerca. De nada vale ir ao altar de Deus, se ignoramos o sofrimento dos empobrecidos.

Ainda mais: quando o autor se refere aos bispos como “pessoalzinho da CNBB”, deslegitima a Igreja e seu Magistério. Os Bispos são nossos pais na fé, continuadores do Mister Apostólico. Não se pode ser Católico e romper com a CNBB, pois esta representa Magistério da Igreja em âmbito nacional, a quem devemos obediência, confiança e amor.

Com amor e respeito à CNBB,
Hermes de Abreu Fernandes

14 comentários Adicione o seu

  1. Ramos disse:

    Quem é esse babaca do video?
    Não tem noção do que falou, nunca leu e vivenciou Jesus Cristo, um fundamentalista…e o pior que mtos ouvirao, pois nao conhecemos: Jesus Cristo, e porque foi para a cruz, muito menos para que Deus o enviou.
    Esse nao Conhece CVII, e as Conferencias da America Latina, nunca deve ter ouvido…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Delvina Pasquali disse:

    Esse professor não lê a Bíblia. Pergunto o que diz Deus a Moisés no Êxodo capítulo 3.
    Convido esse senhor que continue lendo o Êxodo para ver e sentir a política na organização do povo.
    Leia os Evangelhos e me diga que passagens que não toca na questão das relações de poder?

    Curtir

    1. Zeli disse:

      Moço, nos não estamos mais, na senzala e nem temos mais a inquisição. Endereços que Jesus não morreu de hepatite e nem de acidente, mas assassinado por não aceitar o sistema político opressor da época, era o defensor dos pobres e marginalizados da época. .

      Curtir

  3. Shirlei disse:

    Professor de que? Não sabe nada o coitado. Vai estudar babaca. Você precisa conhecer história bíblica, tem que saber a vida do Cristo, Jesus de Nazaré viveu ao lado dos pobres, dos doentes, dos marginalizados. Se posicionou politicamente sim. Ficou contra os que exploravam seu povo por isso o fizeram preso político e o crucifucaram. Deu a própria vida para que todos tivéssemos vida plena e onde a vida esta ameaçada a Igreja deve estar. Jesus vivia o que pregava sobre o Reino de Deus.

    Curtir

    1. Rosane de Sousa Carvalho disse:

      Ele quer falar em nome dos leigos. Como assim??? O verdadeiro cristão é comprometido SIM com a realidade sócio política! Jesus não é um alienado e não existe espiritualidade sem encarnação. Leia a bíblia despido de preconceito, meu irmão, e poderá descobrir o verdadeiro Jesus que disse: “Eu vim para que todis tenham vida e a tenham em abundância. ” Paz e Bem!9

      Curtir

  4. Cláudio R. Casaldáliga disse:

    Mais uma infeliz alma! Totalmente desinformado, tropeçou na própria língua quando disse que “quaresma é tempo de CARIDADE”. Isso mostra que esse cidadão não conhece a Campanha da Fraternidade. Não a história da Igreja, não conhece a Igreja Católica Apostólica romana. Mais um desinformado querendo aparecer, ganhar notoriedade, querendo causar divisões na Igreja. A CF sempre foi um trabalho de Evangelização e não “político partidário”. A Quaresma é um tempo penitencial e de reflexão. É um momento de você sair de si para o outro, momento de doar-se , de entrega ao outro. É um tempo em que a Igreja convida os fiéis a pensar sobre esse caminho de Fraternidade com os irmãos. Um tempo de jejum em que eu transmito o bem para alguém, um doar momento de rezar pelo país. Como cristãos acreditamos na força da oração e trazemos nas nossas orações as reflexões sobre políticas públicas que são importantes e interferem na vida das pessoas.
    A forma como esse cidadão se dirige a CNBB, não possível que possam ainda chamá- lo de católico.
    Paz e Bem!!

    Curtir

  5. Vânia disse:

    No final vem escrito para doar qualquer quantia no site. Fazer isso para poder ir contra a CNBB e a igreja também é certo?

    Curtir

    1. Blog das Comunidades disse:

      Veja a contradição… Bem observado. Obrigado pela contribuição.

      Curtir

  6. Márcia disse:

    Que pessoa ridícula. Quem é ele? Como dizer que Jesus nunca se envolveu com política? Não entende nem o significado da palavra. Eu apoio a CF.

    Curtir

    1. Blog das Comunidades disse:

      Muito obrigado por sua participação.

      Curtir

  7. Antônio Barbosa Ferreira disse:

    O senhor do vídeo, deve ser professor de mediocridade e de alienação! O ser humano por natureza é um ser político. A posição dele, é uma posição política: quer ver o povo sem conteúdo, sem senso crítico à realidade.
    A CNBB é uma instituição sagrada que expressa o colegialidade e a comunhão de nossos Pastores, os Bispos escolhidos pela Luz do Espírito Santo de Deus.
    Esse professozinho não reconhece a legítima Igreja de Jesus Cristo. Espero que ele seja que nem Saulo que perseguiu e depois reconheceu e se converteu à Igreja de Jesus, Igreja Católica Apostólica Romana.

    Curtir

  8. Fábio Sepulvida Tavares disse:

    Coitado! Rezemos por ele. Totalmente equivocado com a mensagem do evangelho. Professor, jamais. Jesus não era político? Deve ser bolsomino católico e seguidor do Olavo de Carvalho.

    Curtir

  9. Janio Celio disse:

    Hoje tem diversas políticas públicas, convergentes ao Evangelho de Jesus Cristo, fruto das Campanhas da Fraternidade. Este professor, infelizmente , tem muito que evoluir espiritualmente.

    Curtir

  10. Professor alienado. Inocente útil e bobo da corte.. Cristão de ataque. Direitona pura. A campanha é da fraternidade. Ele não quer ser fraterno. A Comunhão é o maior símbolo de partilha e fraternidade. Ele vai para a igreja fazer o que?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s