Carta Aberta a Carlo Maria Viganò – em Apoio ao Papa Francisco

Prezado Irmão na fé,

O Senhor lhe dê a Paz!

Temos visto as constantes declarações de V. Ex.ª Rvma. acerca de nosso amado Papa Francisco. Cobre-nos de grande pesar ter aos olhos vossas palavras. Estas que estão cheias de um pérfido desejo de desacreditar Sua Santidade. Onde desejais chegar? Pensais que podeis destruir a confiança que nós, povo de Deus, depositamos no Primado de Pedro? Pensais mesmo que, sem provas, com clara manifestação de ressentimento, podeis embotar a imagem daquele que nos é a personificação da misericórdia deífica? Homem que veio, escolhido por inspiração paráclita, trazer respostas aos apelos de uma Igreja antes desanimada do fogo profético e vitimada pela tibieza?

V. Ex.ª Rvma. deveria envergonhar-vos de tentar matar a esperança de um povo. Ao semear divisões, agis de forma diabólica pois, conforme o radical grego da palavra, diabólico é tudo aquilo que divide.

Pope Francis Holds His Weekly General AudienceAo contrário do que V. Ex.ª Rvma. desejais, estamos nós confiantes de ser nosso amado Papa enviado por Deus. Resposta às nossas preces. Sonho da Igreja que, cansada pelas constantes intempéries que abalam a Barca de Pedro, vê na imagem do Papa, sinal de esperança.

Tomai conhecimento: não aceitaremos mais tais escândalos calados. Não vos reconhecemos como nosso representante. Cabe à V. Ex.ª Rvma. retratar-vos diante de Sua Santidade. Pedir-lhe publicamente perdão. Ao contrário, renunciai. Honrai os conceitos básicos de caráter. Não aceitando a autoridade de nosso amado Papa Francisco, pondo em dúvida sua hombridade e virtude necessárias ao Pontificado, não mais estais em comunhão conosco, Igreja de Jesus. Deixai-nos em paz no cuidado da messe. Não necessitamos de joio em nossas colheitas.

Em tempo, declaramos em bem da Verdade, que não acreditamos em nenhuma das acusações que apresentais. Sendo nossa impressão que as mesmas são fruto de uma mente doentia, pérfida, entorpecida pela sede de poder.

Pelo bem a Igreja, deixai-nos em paz. Retratai-vos com nosso amado Papa ou recolhei-vos no esquecimento. Estamos unidos, incondicionalmente, ao Papa. Caminharemos com ele. Não obstante as acusações de V. Ex.ª Rvma., a Barca de Pedro segue seu navegar.

Fraternalmente,

Hermes Abreu

Um comentário em “Carta Aberta a Carlo Maria Viganò – em Apoio ao Papa Francisco

Adicione o seu

  1. Bom dia, amado H Abreu, muito bem colocadas suas palavras. A verdade é uma só, se não está feliz onde está se afaste e vá viver com o que faz bem, agora vir açoitar com palavras malignas uma pessoa que luta por um mundo melhor. Colocar paz onde a guerra consome um povo, quer colocar palavras na boca de um ser santo.
    Merece uma colheita mesmo como o que plantou, vazia. Pois plantar é opcional, mas a colheita é obrigatória.
    Meu amado papa, segue sua caminhada, pois Deus é contigo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: