Carta Aberta ao Papa Francisco

“Para ser Profeta entre as Nações Eu te escolhi”

(Jr 1,5)

Amado Pai,

O Senhor lhe dê a Paz!

Pensando no diálogo vocacional do Senhor Javé com o Profeta Jeremias, tomo a ousadia de lhe dirigir estas singelas palavras. Palavras de um mero seguidor de Jesus, guiado por Vossa Santidade. Aqui aplico o termo santidade, não por mero protocolo de tratamento, mas por crer que há, no mister de vossa vida, grandes sinais de virtude, exemplo, exortação. Desejo à Vossa Santidade a saúde necessária à vida. Saúde no nosso “irmão corpo”, saúde nas emoções, tão abaladas nestes tempos tortuosos.

Amado Pai, gostaria de expressar a revolta que se abriga em meu peito. Indignação por não entender o quanto vos querem mal. Deus vos suscitou para, assim como o Poverello de Assis, reconstruir uma Igreja em ruínas. Abalada na descrença, desânimo, tibieza. Viciada nos mecanismos de poder. Aprisionada no legalismo, totalmente ausente de misericórdia.

Em tempos de desânimo, vossa figura despontou naquela sacada, após a esperada fumaça branca. Habemus papam. O trono de Pedro não mais estava vacante. A Barca do Pescador continuaria seu navegar. Foi lindo saber que alguém como Vossa Santidade, homem historicamente reconhecido como parceiro dos pobres, defensor dos Direitos Humanos, gente simples; sentaria no lugar daquele que, igualmente simples, recebeu as chaves da Igreja das mãos do Senhor.

Passaram-se os anos. Vossa Santidade mostrou ser homem para além de vosso tempo. E, como não poderia deixar de ser, homens aquém do tempo, desejam embotar vossa imagem, desmerecer vosso ministério, induzir-vos à renúncia .

Pai querido, não desejo tecer análises das políticas da Igreja, nem mesmo cair nos axiomas teológicos. Quem sou eu para justificar Vossa Santidade? Eu, um pecador? Pó, diante da grandeza de nosso Deus? Não, não poderia justificar vossos atos. Vossa história de vida, o sorriso em cada rosto dos cristãos e cristãs de Boa Vontade, já são sinais incontestáveis de vossa profícua missão.

Não pretendo justificar-vos.  Desejo, com toda verdade de meu coração, colocar minha vida incondicionalmente à vossa disposição. Ao contrário dos que vos desacreditam, eu vos tenho como modelo, inspiração. Pai na fé .

Amado Pai, o senhor é lindo! Amamo-vos com um amor verdadeiro, calcado na fé evangélica. Não desanime! Aqui estamos, como o servo tem os olhos fixos no Senhor, à espera de vossa Palavra. Ouviremos sempre. Caminharemos sempre ao vosso lado. Somos seguidores desta Igreja de Jesus, da qual – a cada gesto de vossa profética missão – temos prova da legitimidade de ter sido vossa santidade escolhido pelo próprio Senhor.

“Vai, reconstrói a minha Igreja.” Este imperativo dirigido ao vosso onomástico, o Sol de Assis, foi e é dirigido à vossa Santidade. Reconstruir pode trazer dores. Há que se quebrar algumas paredes, muros, fazer ajustes. Ao fim de uma obra, celebra-se a casa renovada. Com pão e beleza. Pai, colocamo-nos sob vossas orientações. Estamos convosco nesta empreitada. Também nós, Corpo Místico de Jesus, aqui e agora, nos dispomos a reconstruir a Igreja de Cristo. Seja nosso norte condutor. Não vos deixeis abalar pelas intempéries. A barca de Pedro também navega sob as tempestades. Chegaremos seguros à outra margem, pois – sob a luz do Espírito de Deus – temos Vossa Santidade a nos conduzir.

Não desanime, Papa Francisco! Vossa vida é sinal, luz, profecia. Seguiremos Vossa Santidade para onde desejar. Sabemos que, incontestavelmente, onde estiver Vossa Santidade,  aí estará o Cristo.

Sempre vosso dileto filho na Igreja de Cristo,

Hermes Abreu

papez_frantisek-99

4 comentários em “Carta Aberta ao Papa Francisco

Adicione o seu

  1. Uma mensagem profética! Obrigada irmão! E juntos formamos essa rede de pescadores e pescadoras, que caminharemos com orientaçao da santidade Francisco! E juntos vamos construindo a Igreja de Cristo, enfrentando as tempestades mas com o Espirito Santo, chegaremos na outra margem!!
    Paz e bem!

    Curtir

  2. Bom dia meu amado amigo.
    Lindo seu pronunciamento em tentar fazer o nosso povo entender que a vontade do nosso papa é na verdade a vontade da maioria do nosso povo, povo este sofredor castigado pelas cabeças que infelizmente hoje só enxergam o próprio umbigo .
    Mas não existe inverdades que não venham a tona .
    E Deus já está fazendo justiça.
    Nosso pai amado aqui na terra vai ser sempre abençoado pois Aquele que o rege está bem quietinho.
    Paz e Bem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: